Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos

Visão Geral

Tipo:

Igreja

Orientação:

Católica

Estilo Predominante (exterior):

Colonial

Primeiro Templo:

1736

Templo Atual:

1972

Mantenedora:

Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito

Comemorações:

04/Abril - Nossa Senhora do Rosário

08/Outubro - São Benedito.

Horário das Missas:

ATUALMENTE ENCONTRA-SE FECHADA.

A História

Construída para ser a sede própria da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito (exclusivamente de negros), teve sua construção iniciada no ano de 1700, com a Capela Mor ficando pronta logo em seguida e tendo as obras finalizadas somente depois de 1725.

Originalmente a irmandade funcionava na igreja de São Sebastião, que ficava no Morro do Castelo. Porém, devido a desavenças, surgiu o desejo de criação da sede própria que pode tomar vulto com a licença recebida para construção, em 1700, e pela doação de um terreno pela Sra. D. Francisca de Pontes, muito devota de Nossa Senhora do Rosário, em 1701.

Em 1708 foi realizada a benção do terreno e a colocação da primeira pedra.

 

Em 1744 o terreno da igreja é ampliado com a aquisição de um terreno vizinho.

Curiosidades
  • Em 1731 foi realizada a primeira missa e, na época, era o maior templo do Rio de Janeiro;

  • Ficava na fronteira da cidade (na época de sua construção);

  • O culto a Nossa Senhora do Rosário e São Benedito data de antes de 1639;

  • A criação da irmandade foi aprovada em 22 de março de 1669;

  • Inicialmente o culto era realizado na Igreja de São Sebastião, que ficava no Morro do Castelo;

  • Foi a Sé do Rio de Janeiro por aproximadamente 70 anos (entre 1737 e 1808), pois a igreja do Morro do Castelo encontrava-se em ruínas;

  • Foi a primeira igreja visitada pela Família Real Portuguesa ao desembarcar no Rio de Janeiro (em 1808);

  • Em 1813, nela foi enterrado o Mestre Valentim, artista de grande evidência na segunda metade do século XVIII;

  • Em 1821, abrigou o Senado da Camara;

  • Nela foi a lida, para uma grande multidão, a famosa resposta de D. Pedro: "Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto; diga ao povo que fico!". Dia que ficou conhecido como "Dia do Fico";

  • Em 1867 foi totalmente destruída por um incêndio, do qual somente a fachada sobreviveu. 

  • Conserva a portada setecentista de lioz;

  • Nela eram realizadas grandes festas, de cunho africano, com música e venda de objetos e comida, que atraía pessoas de todas as classes sociais do Rio de Janeiro;

  • No segundo andar situa-se o museu do negro.

Fotos - Antigas
Fotos - Interior
Fotos - Exterior
Como Chegar

Estação do Metro mais próxima:

Uruguaiana (aprox. 270 metros)

Use o Metro! Salte na estação "Uruguaiana" e procure pela saída  "Acesso A - Uruguaiana".

Usando esta saída, você terá a sua frente a Rua da Urguaiana, que é uma reta que passa na frente da igreja.

Siga para a sua direita. Você passará na frente do mercado popular e após atravessar a Avenida Sr. dos Passos, a Avenida Buenos Aires e a Praça Monte Castelo, você estará na frente da igreja.

Localização

Endereço:

Rua Uruguaiana, 77

Telefone de contato:

(21) 2224-2900

(21) 2224-2957
(21) 2224-2941

 

E-Mail:

nsrsbhp@gmail.com

Website:

http://irmandadedoshomenspretos.org.br/site/

Horário de Funcionamento:

Segunda a sexta, das 8h às 17h .

Redes Sociais e outros:
youtube_icon.png
Templos Próximos:
Participe! Deixe seu comentário abaixo.

© 2016 Projeto Templos Históricos

Instagram_v2.png