Igreja de Nossa Senhora da Lampadosa

Visão Geral

Tipo:

Igreja

Orientação:

Católica

Estilo Predominante (exterior):

Neocolonial

Primeiro Templo:

1772

Templo Atual:

1934

Mantenedora:

*** Em levantamento.

Comemorações:

Nossa Sra da Lampadosa (08/setembro)

Horário das Missas:

*** Em levantamento.

A História

Construída para ser a sede própria da irmandade da Lampadosa teve sua construção iniciada por volta de 1740, em um terreno doado à irmandade. Em 31 de agosto de 1772 tem a capela mor benzida pelo bispo da Dioceses e passam a ser realizados ali os cultos religiosos.

Em 1929 passa por uma nova obra de revitalização que muda totalmente o seu estilo, passando para o Neocolonial, com influencia da arquitetura mexicana. Sua inauguração da-se em 1934 e trata-se do templo atual.

Curiosidades

*** Em construção

Fotos - Antigas
Fotos - Interior
Fotos - Exterior
Como Chegar?

Estação do Metro mais próxima:

Uruguaiana (aprox. 450 metros)

Use o Metrô! Salte na estação Uruguaiana e procure pela saída "B - Senhor dos Passos".

Saindo da estação do Metro, você estará na Rua Sr. dos Passos. Vire para a direita e caminhe até a Avenida Passos. No caminho você irá cruzar as ruas "dos Andradas" e "da Conceição". 

 

Ao chegar na Avenida Passos, vire para a esquerda e caminhe na direção da Praça Tiradentes (seguindo o fluxo dos carros).

Logo após cruzar a rua Luiz de Camões, você estará na lateral do Teatro João Caetano e na frente da igreja, que fica do outro lado da rua (Av. Passos).

Basta atravessar a rua no sinal para chegar até ela!

Localização

Endereço:

Av. Passos, 13

Telefone de contato:

(21) 2221-0351

(21) 2224-0898 

 

E-Mail:

Não possui

Website:

Não possui.

Horário de Funcionamento:

Terça a sexta, das 7h30 as 17h.

Sábados, das, 7h30 as 11h30.

Redes Sociais e Outros
Templos Próximos
Referência Bibliografica

MAURICIO, Augusto. Igrejas Históricas do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Livraria Kosmos Editora / SEEC/RJ, 1978.

Rodrigues, Claudia. Lugares dos mortos na cidade dos vivos: tradições e transformações fúnebres no Rio de Janeiro. Secretaria Municipal de Cultura, Departamento Geral de Documentação e Informação Cultural, Divisão de Editoração, 1997.

Participe! Deixe seu comentário abaixo.

© 2016 Projeto Templos Históricos

Instagram_v2.png